adoramar
Nem pense que irá cessar rapidamente, nada que dói demais é momentâneo. Parece carma, que é carregado por meses e meses, até parecer pequeno demais para se dar importância. Ou até que se apareça alguém que faça com que a dor do passado, faça-se menos onipresente. Alguém que te fascine com um sorriso, ou que pareça ser feito, moldurado, para você. Pessoas sempre são o remédio para dor que outras pessoas causam noutros. E se precisares de um remédio, é certeza, quase absoluta, que um novo alguém será quase um “band-aid” no seu coração.
Malu Rodrigues (via adoramar)